Aécio busca apoio para municípios mineiros com surto de febre amarela

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) se reuniu ontem com o ministro do Planejamento, Dyogo de Oliveira, para pedir apoio aos municípios mineiros que enfrentam grave crise financeira e aos 162 que sofrem com o surto de febre amarela. Dyogo de Oliveira é o ministro responsável pelo Orçamento da União e pela liberação de recursos. “O ministro Dyogo acompanha a situação de calamidade de inúmeros municípios mineiros, que vêm tendo parte importante das suas verbas retidas ilegalmente, inconstitucionalmente, pelo governo do estado, com enorme preocupação”, disse o senador. Segundo a Associação Mineira dos Municípios, já são mais de R$ 2,5 bilhões retidos pelo governo do estado, inclusive do IPVA.
“Recursos do ICMS, onde o estado é um mero repassador, vêm ficando também no caixa do governo. Recursos de várias outras áreas, que deveriam estar ajudando os municípios a enfrentar as suas dificuldades, têm sido apropriados indevidamente. E nem com isso o governo do estado consegue manter os seus compromissos em dia, seja com servidores, seja com fornecedores e, principalmente, com os municípios”, afirmou Aécio.

Segundo o senador mineiro, o PSDB ingressou na Justiça com ação contra o governo do estado para que transfira imediatamente os recursos para os municípios aplicarem em educação, saúde, segurança e infraestrutura.

FEBRE AMARELA Outro tema tratado entre Aécio e o ministro do Planejamento foi a febre amarela no estado. “Minas já viveu dramaticamente um surto no ano passado, com mais de uma centena de mortes, dezenas já ocorreram este ano e é preciso uma ação permanente, preventiva, e para isso o Ministério do Planejamento é fundamental”, disse Aécio. “Discutimos com o ministro Dyogo uma ação permanente, contínua, para que possamos estancar o surto deste ano, para que não o vejamos repetido no ano que vem”, afirmou.

“Nesta quinta-feira, estarei com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, para tratar do mesmo tema, para agilizarmos, como fiz ano passado, em reunião com a participação de inúmeros prefeitos, a transferência desses recursos para Minas”, informou Aécio.

Fonte: Estado de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *