Após nova fuga na Nelson Hungria, juiz cobra medidas urgentes de Fernando Pimentel

A fuga de presos da penitenciária Nelson Hungria, ocorrida na noite dessa terça-feira, já era esperada em razão da anunciada fragilidade do sistema prisional de Minas Gerais. A avaliação é do juiz de execuções penais de Contagem, Wagner Cavalieri. Em entrevista exclusiva à Itatiaia, Cavalieri cobrou medidas efetivas e urgentes do governo estadual e dos deputados.

OUÇA AQUI A ENTREVISTA DO JUIZ COM RENATO RIOS NETO

 

“Espero que o governo de Minas, assim como a Assembleia Legislativa, possam tomar uma medida efetiva no sentido de recontratar, com a máxima urgência, os agentes que foram exonerados. Para isso, é preciso que haja modificação na Lei 18.185. Nós precisamos de gente que tenha treinamento, conhecimento e efetivo para conseguir gerenciar as coisas mínimas das unidades”, diz o magistrado.

Segundo fontes da Rádio Itatiaia, quatro presos usaram uma ‘tereza’ (corda artesanal feita por lençóis) para fugir do complexo na noite dessa terça-feira. Os fugitivos são Mário Santana Cândido Júnior, 33 anos; Jonatas Ferreira Carneiro, 28; Vinício Gomes de Andrade, 39; e Edcarlos Lopes Silva, 27.

“Estamos numa situação de urgência e espero que não vire uma situação de emergência”, alerta o juiz. “Faço um alerta de público para o senhor governador e também para a Assembleia Legislativa para que essa situação dos agentes seja revista com a máxima urgência e seriedade possível”.

Fonte: Rádio Itatiaia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *