Cemig reverte lucro e tem prejuízo de R$ 83,6 mi no terceiro trimestre

A Cemig reportou prejuízo de R$ 83,6 milhões no terceiro trimestre, reversão de um lucro de R$ 433,5 milhões reportado no mesmo período do ano anterior. No acumulado dos nove primeiros meses do ano, a companhia registra lucro de R$ 397 milhões, queda de 38% na comparação anual.O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), também chamado de Lajida, atingiu R$ 100,6 milhões entre julho e setembro, recuo de 91,6% na comparação com os mesmos meses de 2016. Entre janeiro e setembro, o Ebitda acumulado é R$ 1,94 bilhão, 23% menor que em igual período do ano passado.A Cemig apurou receita líquida de R$ 5,136 bilhões no terceiro trimestre de 2017, crescimento de 5% ante o mesmo trimestre de 2016. No ano até setembro, a receita acumulada é de R$ 15,154 bilhões, alta de 7% ante o ano anterior.

Recálculo

A Cemig registrou nos seus resultados do terceiro trimestre impactos positivos de R$ 277 milhões referentes a um recálculo de valores relativos a variação monetária do Adiantamento para Futuro Aumento de Capital (Afac). A companhia reverteu provisões após um termo no qual o governo do Estado de Minas Gerais se comprometeu a devolver montantes à companhia.A empresa informou em sua divulgação de resultados do terceiro trimestre que o Termo de Reconhecimento de Débitos assinado com governo do Estado prevê a devolução por parte do Estado do montante de R$ 277 milhões, sendo R$ 239,4 milhões relativos ao valor original do depósito e R$ 38,2 milhões relativos a sua atualização até 30 de setembro de 2017.

O valor, segundo a Cemig, será devolvido à companhia pelo Estado em 12 parcelas mensais consecutivas, atualizadas monetariamente pelo IGP-M, até a data do efetivo desembolso, sendo a primeira parcela com vencimento em 10 de novembro de 2017.A companhia informou ainda que o termo prevê que, em caso de mora ou inadimplemento por parte do Estado no pagamento das parcelas, a Cemig está autorizada a reter dividendos ou juros sobre capital próprio distribuíveis pela Cemig ao Estado.

Com esse impacto, a empresa registrou resultado financeiro positivo de R$ 12,4 milhões no terceiro trimestre de 2017, o qual se compara a uma despesa financeira líquida de R$ 422,9 milhões nos mesmos meses de 2016.

Outros impactos nos resultados

Apesar dos efeitos positivos relacionados ao Afac, o resultado da Cemig no terceiro trimestre foi impactado por efeitos negativos em outras linhas.A companhia reportou despesas de R$ 588 milhões com a adesão a Plano de Regularização de Créditos Tributários (PRCT), do Estado de Minas Gerais. A adesão está relacionada à quitação de débitos de ICMS.Houve ainda registro de uma provisão para perdas em investimentos de R$ 112 milhões.

Fonte: Isto É 

Leia mais: Cemig sai de lucro para prejuízo líquido de R$ 83,8 milhões no 3º tri

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *