Com PT, Minas é o estado com mais casos de dengue no país

De janeiro a julho deste ano, Minas Gerais registrou 526.622 casos prováveis de dengue e 195 morte confirmadas, segundo dados do último boletim quinzenal divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Com esses números, infelizmente, o Estado fica em primeiro lugar no país em volume de incidência da doença. Durante audiência pública da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), o subsecretário de Estado de Vigilância e Proteção à Saúde, Rodrigo Fabiano do Carmo Said, admitiu que “o risco de epidemia de dengue é permanente em Minas, onde há os quatro sorotipos do vírus em circulação”.

Na reunião, o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Consems-MG), José Maurício Lima Rezende, criticou a morosidade no repasse de recursos para os municípios para investimentos em saúde e afirmou que o montante devido pelo Estado aos municípios para a área teria chegado a R$ 1,03 bilhão. Segundo ele, o fato está prejudicando todo o atendimento, incluindo a atenção básica, o atendimento hospitalar e as ações de combate à dengue.

A audiência foi realizada a partir de requerimento do deputado Arlen Santiago (PTB), presidente da comissão. Ele ressaltou que os governos federal e estadual sucatearam a saúde pública em Minas, o que prejudica também as ações preventivas contra a dengue. De acordo com o parlamentar, se a situação atual permanecer, o governo de Fernando Pimentel, do PT, chegará ao final deste ano com quase R$ 4 bilhões de restos a pagar.

Arlen Santiagou solicitou que a SES informe à comissão a situação dos municípios quanto à aplicação dos recursos voltados exclusivamente para a dengue e defendeu o investimento e engajamento nas ações de prevenção para combater o mosquito.

Leia mais:
Minas é o Estado com maior incidência de dengue no País/ALMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *