Deputado critica aumento de tarifas de água e esgoto

As tarifas dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, prestados pela Copasa Serviços de Saneamento Integrado do Norte e Nordeste de Minas Gerais – Copanor, vão ficar mais caras a partir de 1º de outubro. De acordo com a publicação, desta sexta-feira, no Diário Oficial de Minas Gerais, o aumento médio autorizado será de 10,8%.

O deputado estadual Arlen Santiago, do PTB, afirma que é um absurdo o aumento das tarifas de água e esgoto e que as contas vão pesar no bolso dos mineiros da região mais pobre do Estado. “Hoje o governo de Minas fez mais uma maldade com o Vale do Jequitinhonha. A tarifa vai aumentar muito acima da inflação, mais que o dobro da inflação. Este é o presente do governo do PT para nós”, ressalta o deputado.

O parlamentar ainda pede para que os representantes da região tomem as devidas providências: “temos que resistir, a população não pode ficar satisfeita. Quero que vocês prefeitos e vereadores, defendendo suas comunidades, coloquem nos jornais, mandem ofícios, enfim, façam alguma coisa. Não vamos aceitar este absurdo que é o aumento destas tarifas, principalmente para a região mais carente de Minas Gerais”.

A Copanor, em tese, é uma instituição que deveria melhorar o serviço prestado e trabalhar a baixo custo para cobrar uma conta barata. Mas, além do aumento de tarifas, o consumidor do Vale do Jequitinhonha não vê um serviço de qualidade. Ao contrário, devido a falta de investimento do Governo de Minas Gerais para a conclusão de obras, o serviço é péssimo.

Fonte: Jornal de Notícias 

Deixe uma resposta