Ipsemg cancela cirurgias por falta de médicos anestesistas

O Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) cancelou, por tempo indeterminado, cirurgias eletivas (agendadas) por falta de anestesistas.
O aposentado Alcíades Fraga, 72, sofre com uma hérnia na virilha e é um dos pacientes que teve seu procedimento cancelado. “Fui informado por três médicos que as cirurgias consideradas simples estão canceladas. Não me explicaram mais nada. Isso é injustiça. Ficamos na mão quando mais precisamos”, disse.

A professora Maria José da Silva, 35, espera por uma cirurgia de endometriose há um ano, e o procedimento já foi cancelado duas vezes. “Me ligaram 14 horas antes da cirurgia e só falaram que era por falta de anestesistas. Meu sonho de ser mãe fica cada dia mais distante”, disse.

O estudante João Pedro Figueiredo, 25, também teve a cirurgia de varizes cancelada pelo telefone. Ele reclama de uma despesa de R$ 200 no pré-operatório. “Eu comprei remédios para depois da cirurgia, outro para antes e uma meia que custou cerca de R$ 100”, disse.

Fonte: O Tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *