Má vontade com a cultura: Pimentel desmantela Circuito da Praça da Liberdade

Muitas desculpas e nenhuma ação. Essa tem sido a postura do governo Pimentel com a cultura mineira. Nada é feito e o que existe está sendo desmantelado, como é caso do Circuito Cultural da Praça da Liberdade. Depois de fechar as portas do Palácio para visitação no início do ano, encerrar a exposição interativa “Palácio da Liberdade: Memórias e Histórias” – inaugurada há apenas dois anos, e desistir da implantação do Centro de Ensaio Aberto (Cena), a nova baixa é o projeto Oi Futuro.

Para tentar entender essa ‘nova política’ do PT, o deputado Lafayette Andrada (PSDB), apresentou à comissão de Cultura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) requerimento para realização de audiência pública para discutir a situação do Circuito Cultural.

Previsto para votação nesta quarta-feira (20/05), durante reunião ordinária da Comissão, o requerimento do deputado Lafayette, segundo ele, visa assegurar as conquistas que o projeto do Circuito Cultural trouxe ao Estado. “Vemos tudo isso como um grande desserviço à população. Minas Gerais, nesse novo governo, está patinando, em todos os aspectos e não vemos ganho nenhum para o Estados. Além disso, vemos o que já foi conquistado sendo desmanchado. Minas não merece isso”, afirmou. Vale lembrar que projetos como o Ballet Jovem e a Big Band do Palácio das Artes também foram descontinuados pelo governo de Pimentel.

Para o líder do Bloco Verdade e Coerência, deputado Gustavo Corrêa (DEM), o que o PT está tentando fazer, na verdade, é desconstruir tudo o que os governos anteriores realizaram com êxito. “Estamos falando de um projeto importante. São inúmeros prédios revitalizados em parceria com a iniciativa privada sem que as gestões anteriores precisassem alocar nenhum recurso. Isso mostra a eficiência do projeto, com investimentos em bens do Estado em prol do Estado”, explicou.

Corrêa afirmou que Fernando Pimentel está num processo de desgoverno e perdido em sua própria incoerência. “Na tentativa de desconstruir, ele afirma que vai assumir esses imóveis. O que a gente sabe que não acontecerá, já que eles afirmam que faltam recursos no Estado, não será nessa área que eles vão investir”.

O parlamentar lamenta que atual governo não demonstre interesse em permanecer com essas parcerias do Circuito Cultural. “Isso é extremamente prejudicial, pois vimos nos últimos anos a Praça da Liberdade voltar a ser local de ponto de encontro, fazendo com que a cidade tenha vida. O Circuito da Praça da Liberdade é o maior do Brasil e um dos maiores da América Latina”, lembrou.

Fonte: PSDB Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *