MPMG abre dois inquéritos para apurar supostos abusos cometidos por setores do governo estadual

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) abriu dois inquéritos para apurar supostos abusos cometidos por setores do governo estadual. No primeiro procedimento, o MPMG investiga a cobrança de valores no estacionamento do novo prédio da Rede Minas, canal de televisão estatal. O local de estacionamento, segundo os denunciantes, é gratuito, e a tarifa não poderia ser cobrada. Outro procedimento apura a utilização de um carro oficial da administração estadual para levar alimentos para membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) que ocupavam a sede da Cemig durante protesto, em novembro do ano passado. A prática, segundo a denúncia, poderia significar improbidade administrativa.

Fonte: Aparte – O Tempo 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *