Servidores estaduais da Educação entram em greve, diz sindicato

Entre as reivindicações da categoria estão o cumprimento de acordos assinados com o governo e o pagamento do piso salarial.

Por G1 MG, Belo Horizonte

08/03/2018 11h46 Atualizado há menos de 1 minuto

Servidores estaduais da Educação iniciaram uma greve nesta quinta-feira (8), informou o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE-MG).

De acordo com a categoria, o movimento começou porque o governo não cumpriu acordos assinados e o pagamento do piso salarial. A categoria também pede o fim do parcelamento dos salários e do 13º e um atendimento de qualidade pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg).

Pela manhã, os servidores se reuniram em Conselho Geral e, à tarde, se encontrarão no pátio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), no bairro Santo Agostinho, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, para decidirem sobre os rumos do movimento.

A assessoria de imprensa do Sind-UTE-MG informou que oito carreiras entraram em greve, como professores, diretores, supervisores e cantineiras, por exemplo. O sindicato disse que a adesão nesta manhã não havia sido em 100%, mas que ainda não tinha os números exatos para divulgar.

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG ) e aguarda retorno.

Fonte: Portal G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *