TRE encontra desvios em contas na campanha do Pimentel

As contas da campanha eleitoral de 2014 do PT foram reprovadas pelo corpo técnico do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG). O jornal Hoje em Dia divulga nesta quinta-feira (16) o parecer que aponta a não comprovação de gastos de R$ 2 milhões na campanha do Pimentel. Já o repasse milionário para comitê de Dilma foi omitido. O TRE-MG sugeriu a suspensão por dois meses do repasse de cotas do Fundo Partidário ao PT-MG.

Entenda

As prestações de contas do PT já haviam sido apreciadas pelo TRE. Identificadas irregularidades, o tribunal pediu explicações ao partido, que anexou centenas de documentos – o processo tem mais de 2,7 mil folhas. Mesmo com as justificativas, o corpo técnico apontou novas falhas e recomendou a desaprovação de contas. Agora, a ação ainda recebe parecer do Ministério Público antes de ser julgada.

Há, também, um processo que julga as contas do governador Fernando Pimentel (PT). O TRE-MG identificou “falhas graves” na contabilidade, que teria extrapolado o limite (determinado pelo próprio Pimentel) de R$ 42 milhões – o custo fechou em R$ 52 milhões. Em decorrência dessa ação, o Ministério Público Eleitoral pede a cassação do governador petista.

Para ler a matéria na íntegra clique aqui

Fonte: Hoje em Dia 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *